MUDE TODA UMA VIDA COM UM GESTO

Esclareça suas dúvidas sobre a doação de gametas (óvulos, espermatozoides) e saiba como um gesto seguro para você tem o poder de mudar a vida de outras pessoas que precisam de sua ajuda para constituir sua família.

Doação de Óvulos

Doadores

Graças à sua solidariedade, outras mulheres poderão realizar o desejo de serem mães. Para que você faça esta boa ação com toda a segurança, nas nossas clínicas IVI você estará nas mãos dos melhores especialistas e de uma infraestrutura equipada com a última tecnologia para que doe nas melhores condições.

Doação de Esperma

Doadores

Graças à sua solidariedade, uma família poderá realizar o desejo de ter filhos. Para que você possa doar com toda a segurança, nas nossas clínicas IVI estará nas mãos dos melhores especialistas e de uma infraestrutura equipada com a última tecnologia para que doe nas melhores condições.

Critérios para a doação de óvulos e sêmen

As clínicas IVI seguem as normas e legislação de cada país onde atua com relação ao programa de doação de gametas. Acesse detalhes sobre a doação de óvulos e doação de sêmen de nosso site.

No Brasil, onde não existe uma lei específica para reprodução humana, seguimos a norma do Conselho Federal de Medicina vigente desde 2013 atualizada com a Resolução 2121/15, 2116/15 e RDC 72/2016, esta última define critérios para a seleção de doadores, que estabelece:

Para a seleção de doadores e pacientes devem ser realizados testes laboratoriais para: Sífilis; Hepatite B (HBsAg e anti-HBc); Hepatite C (anti-HCV); HIV 1 e HIV 2; V- HTLV I e II; vírus Zika: detecção do anticorpo contra o vírus Zika (IgM).

 

São critérios de exclusão definitiva de doadores a triagem laboratorial reagente, positiva ou inconclusiva para as seguintes infecções:

I- Sífilis;

II- HIV 1;

III- HIV 2;

IV- HBV;

V- HCV;

VI_ HTLV I

São critérios de exclusão temporária de doadores a triagem laboratorial reagente, positiva ou inconclusiva para as seguintes infecções:

VII- Vírus Zika;

VIII- Chlamydia trachomatis (clamídia);

IX- Neisseria gonorrhoeae (gonorreia).

  1. Para pacientes mulheres, com resultados reagentes ou inconclusivos na triagem sorológica para a detecção do vírus Zika, o BCTG deve repetir o teste sorológico (IgM) após 30 dias; ou realizar teste de biologia molecular para marcadores de infecção do vírus Zika a qualquer momento, de acordo com os protocolos definidos pelo estabelecimento.
  2. Para pacientes homens, com resultados reagentes ou inconclusivos na triagem sorológica para a detecção do vírus Zika, o BCTG deve realizar teste de biologia molecular para marcadores de infecção do vírus Zika em amostras de sêmen a qualquer momento, de acordo com os protocolos definidos pelo estabelecimento.
  3. O BCTG somente poderá coletar gametas ou tecidos germinativos para uso próprio em procedimentos de reprodução humana assistida, após a obtenção de resultados não reagentes ou negativos para o vírus Zika.
  4. Caso algum resultado de triagem laboratorial seja reagente, o BCTG deve comunicar imediatamente ao doador, e encaminhá-lo a um serviço de assistência especializado, para que sejam tomadas as medidas cabíveis.”;”Art. 22 Devem ser realizados exames para a detecção de Chlamydia trachomatis, Neisseria gonorrhoeae em doadores de sêmen, oócitos e tecidos ovariano e testicular.