POR QUE É ÚTIL ESTA UNIDADE?

Quando existem provas de que a esterilidade ou infertilidade (primária ou secundária) possa estar associada a alterações ou patologias de origem imunológica (segundo os dados clínicos ou a história familiar), nesta Unidade estuda-se o sistema imunológico para identificar o tipo de alteração imunológica e o seu impacto na reprodução. Os resultados obtidos são importantes para desenhar um protocolo pré-concecional e tratamento reprodutivo individualizado em cada paciente.

QUE PROBLEMAS PODEMOS SOLUCIONAR?

  • Controle individualizado de Patologias Autoimunes em pacientes com desejo gestacional.
  • Abortos espontâneos consecutivos de causa não identificada.
  • Fracasso de implantação recorrente de causa não identificada.

EM QUE CONSISTE O SERVIÇO?

A Unidade de Imunologia consiste em Consultas Especializadas realizadas por um Médico Especialista em Imunologia Clínica. Os pacientes com suspeita (segundo história clínica e antecedentes familiares) de alterações imunológicas vêm das Consultas de Ginecologia-Reprodução para a Consulta de Imunologia onde se inicia o estudo necessário para estabelecer um diagnóstico. Depois de identificados os fatores imunológicos alterados inicia-se, conjuntamente com a equipe de Ginecologia-Reprodução, o tratamento e monitoramento através de protocolos individualizados para cada paciente, a partir do período de preparação, durante o tratamento reprodutivo e até finalizar a futura gestação.

QUE CAUSAS DE INFERTILIDADE PODEM SER IDENTIFICADAS?

  • Patologias Autoimunes (ex.: Lúpus Eritematoso Sistémico, Síndrome Antifosfolipídico, Diabetes LADA, Tireoidite Autoimune, Doença Celíaca, etc.)
  • Autoimunidade Inespecífica (Positividade de diferentes auto-anticorpos sem critérios de doença autoimune clara)
  • Alterações de humor imunológicas (imunodeficiências, alterações no sistema do complemento, citocinas pró-inflamatórias, etc.)
  • Alterações metabólicas e de coagulação associadas a desequilíbrios imunológicos (disfunções na absorção de vitaminas, da tiroide, disfunção tissular a insulina, trombofilias, etc.)