outubro 28, 2014

Diretor científico do IVI, Carlos Simón, recebe prêmio KY CHA AWARD por pesquisa de reprogramação celular

O estudo em questão propõe a criação de um modelo para a reprogramação direta das células somáticas humanas em células tronco. Dra. Silvana Chedid, diretora do IVI São Paulo, que também está assistindo o Congresso, dá sua opinião: “Este projeto é muito importante porque precisamos aprofundar o desenvolvimento da linha germinal humana para poder avançar e oferecer outras soluções a parte da doação de gametas (espermatozoides e óvulos), única solução para certos casos de infertilidade”.
Aproximadamente 1 de cada 6 casais são afetados pela infertilidade por diferentes fatores da saúde do homem e da mulher. Quando a falta de produção de óvulos e/ou espermatozoides é a causa da infertilidade, os pacientes precisam de doação de gametas. “No entanto, a doação de gametas é uma alternativa para o problema, mas não a solução para que o casal tenha filhos genéticos com seus próprios óvulos e espermatozoides.” explica Dra. Genevieve Coelho, diretora do IVI Salvador, que esta semana é palestrante convidada no Congresso de Ginecologia e Obstetrícia da Bahia (SOGIBA) dia 24 de outubro. “O desenvolvimento desta solução é um avanço necessário que está sendo esperado ansiosamente por muitos casais.” conclui Dra. Genevieve.
Reprogramação celular
Atualmente é possível reprogramar células já diferenciadas com funções específicas no organismo humano para que sejam células pluripotenciais, ou seja, capazes de regenerar a maior parte dos tecidos do corpo humano. Os cientistas que conseguiram esta transformação inspiraram outros grupos de cientistas, que conseguiram transformar de forma direta fibroblastos do tecido conjuntivo a neurônios, células do músculo cardíaco e até células dos testículos.

CONTACTO DE IMPRENSA

  • Tainah Dias Machado Carvalho

DOSSIER DE IMPRENSA

Última atualização
Junio 2019

Baixar

Voltar ao topoarrow_drop_up