abril 20, 2015

Mais de 1000 especialistas de todo o mundo debatem sobre os desafios da medicina reprodutiva

De 23 a 25 de abril a cidade de Alicante, na Espanha, será palco do VI Congresso Internacional IVI sobre medicina reprodutiva. O encontro contará com mais de mil especialistas dos cinco continentes, entre eles, ícones da ciência como Mats Brännström, especialista sueco que realizou o primeiro transplante de útero do mundo, e Craig Niederberger, co-editor da revista Fertility and Sterility, principal do setor.
Entre os temas centrais do evento está a medicina regenerativa, a genética da reprodução e a importância de melhorar o índice reprodutivo da sociedade. Com uma demanda cada vez mais elevada de tratamentos de fertilidade, o encontro tem gerado interesse público. Avanços como o transplante de útero e perspectivas como o transplante de células-tronco espermatogênicas para a preservação da fertilidade masculina, são alguns dos destaques da sexta edição do Congresso internacional IVI.
Outro assunto relevante será a preservação da fertilidade para mulheres que desejam engravidar de forma tardia, e quando esta medida preventiva deve ser adotada. A raiz do interesse é que nas clínicas de reprodução humana o principal fator para a perda da fertilidade é a idade da mulher. Esse tema ocupará duas sessões e termina com o debate: “Todas as mulheres a partir dos 38 anos deveriam congelar seus óvulos”.
Prêmio Internacional Fundação IVI e Prêmio Jornalístico
Sexta-feira, dia 24, o diretor científico da Fundação IVI, doutor Carlos Simón, fará a entrega do VI Prêmio Internacional Fundação IVI, para as categorias pesquisa clínica e pesquisa básica, no valor de 25 mil euros (R$ 80.000) cada um. Esta condecoração da Fundação IVI e MSD reconhece o trabalho de grupos com excelência em pesquisa na área da medicina reprodutiva que apresentaram trabalhos de interesse clínico.
O professor Jacques Donnez (Bélgica) e a professora Linda Giudice (EUA), foram os vencedores do Prêmio à melhor trajetória científica-clínica de grupos de excelência em medicina reprodutiva, enquanto a professora Susan Fisher (EUA) foi reconhecida com o Prêmio à melhor pesquisa científica-básica.

Para reconhecer matérias de qualidade dos meios de comunicação espanhóis sobre a saúde materno-fetal e os tratamentos de fertilidade, a primeira edição do prêmio de jornalismo IVI será entregue pelo doutor Manuel Muñoz, diretor do IVI Alicante. A estátua de Venus, interpretada pela artista Sandra Figuerola, junto com a doação de 3 mil euros (R$9.600) será entregue ao jornalista Alfonso Andrade, redator do jornal La Voz de Galicia na categoria Reprodução Humana Assistida e a jornalista Pilar Manzanares, redatora da Saludrevista.es na categoria Saúde Materno-fetal.
Abertura Oficial do Congresso
Sexta-feira, 24 de abril às 10h (horário espanhol) será a roda de imprensa que apresenta o Congresso com presença do doutor Manuel Muñoz, doutor Antonio Requena, diretor médico do grupo IVI e professor Mats Brännström.

CONTACTO DE IMPRENSA

  • Tainah Dias Machado Carvalho

DOSSIER DE IMPRENSA

Última atualização
Junio 2019

Baixar

Voltar ao topoarrow_drop_up