fevereiro 1, 2017

Alimentação durante a gravidez

As preocupações sobre a alimentação surgem muitas vezes a partir do resultado positivo do teste de gravidez. A futura mãe sabe que agora tudo que ela come será compartilhado com o futuro bebê, portanto a preocupação sobre uma dieta equilibrada vai além do seu próprio bem-estar, ela também precisará aportar os nutrientes que o bebê precisa para desenvolver-se com saúde.

Não faltam informações e conselhos vindos de todas as partes sobre o que comer e o que evitar durante a gravidez. O excesso e até mesmo as dúvidas sobre a veracidade de tudo que chega até você pode causar certa agonia.

Para que você tire suas dúvidas, pedimos conselhos à nutricionista do grupo IVI, Paloma Ramos, sobre o que comer e o que evitar durante a gravidez. Confira!

Você pode e deve consumir durante a gestação:

  • Proteínas animais (carnes, peixes e ovos, sempre bem cozidos) são muito importantes para o correto crescimento do feto. Se você é vegetariana, na medida do possível recomendamos a ingestão de carne vermelha durante a gestação porque os níveis de ferro baixam muito (tendo inclusive que fazer uso de suplementos vitamínicos). Para melhorar a absorção do ferro, tanto em forma de alimentos quanto dos suplementos alimentares, evite tomar lácteos uma hora antes e uma hora depois de ingerir este nutriente. O ferro é melhor absorvido quando combinado com vitamina C (contido em frutas cítricas, pimentão, etc).
  • Gordura vegetal (principalmente azeite de oliva) ajudam na construção das membradas das células.
  • O cálcio é fundamental para a formação dos ossos e dentes do bebê. Você não precisa tomar leite integral. Existem leites semi-desnatados ou desnatados que além de serem baixos em gordura, estão enriquecidos com cálcio ou vitaminas A+C. Alterne o consumo de lácteos entre queijos, iogurte e leite.
  • Ácido fólico pode ser encontrado no brócolis, espargos, grãos e castanhas. Muitas vezes além do consumo, o médico irá receitar um suplemento de ácido fólico, já que esta vitamina é muito importante para a formação do tubo neural do bebê.
  • Omega-3 é um nutriente importante para ajudar a melhorar a função cognitiva e neurológica do bebê.

O que a gestante deve evitar durante a gravidez:

  • Bebidas estimulantes (café, chá mate, bebidas energéticas e refrigerantes). No caso do chá e do café, é recomendável não consumir mais que duas xícaras por dia. Na hora de escolher os sucos, prefira os naturais e sem açúcar.
  • Fígado: Principalmente durante os primeiros meses da gestação evite o excesso de fígado, em virtude da alta concentração de vitamina A, que em excesso pode provocar problemas no desenvolvimento do bebê.
  • Algas (possuem uma alta concentração de iodo), apesar de que para que provoque um efeito negativo, seria necessário consumir uma quantidade muito grande de algas.
  • Peixe espada e atum vermelho possuem uma alta concentração de de metais pesados, por isso devem ser evitados. Os melhores peixes para este período são os peixes brancos e o salmão.
  • Evite comidas muito pesadas, já que a digestão durante a gravidez é mais difícil pela influência dos hormônios e redução do espaço dos órgãos devido ao crescimento da barriga. Prefira comer mais vezes por dia quantidades pequenas de comida.
  • Saladas e verduras cruas devem estar muito bem lavadas. Sabia que existe mais risco de toxoplasmose por verdura mal lavada que por presunto cru?

Proibido durante a gravidez:

  • Queijos sem pasteurizar e de tipo gorgonzola pelo risco de listeria.
  • Se tiver muita vontade, uma opção é congelar estes alimentos para descartar o risco de toxoplasmose.
  • Carnes cruas ou malpassadas também devem sair do seu cardápio pelo risco de toxoplasmose
  • Foie
  • Peixe cru ou defumado e moluscos crus, pelo risco de listeria e anisakis. A técnica de congelar a -20ºC durante 24-48 horas elimina o risco.
  • Maionese caseira, ovo pouco cozido e doces preparados com ovos crus.
  • Tabaco
  • Álcool. Você pode consumir cerveja sem álcool, que inclusive pode ser um bom aporte de antioxidades e minerais.

4 dicas para uma gravidez 10

  • Mantenha-se hidratada: São muitas as mudanças no corpo da mulher durante a gravidez e uma boa hidratação irá ajudar em vários aspectos. Além de beber líquidos (entre 8 e 12 copos ao dia), também mantenha a pele hidratada com o uso de creme ou óleos vegetais.
  • Não coma por dois! Coma melhor: Coma sete pedações de fruta e porções pequenas de verdura ao dia (uma dica é fazer pratos coloridos, o que significa maior diversidade de vitaminas e minerais).
  • Um pouco de atividade física: Se além de uma boa alimentação agregamos a prática de exercícios físicos na nossa rotina, as chances de uma boa recuperação após o pós-parto estão quase garantidas. Mas consulte antes seu obstetra para confirmar que no seu caso específico não há restrições.
  • Consuma os nutrientes importantes para o crescimento do bebê, lembrando que na alimentação a qualidade é mais importante que a quantidade! – Cálcio, ferro, ácido fólico, vitamina C, vitamina D, ácidos graxos essenciais e Omega-3.

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up