dezembro 30, 2015

Dieta mediterrânea para a fertilidade

casal que se alimenta de dieta mediterrânea corre de mãos dadas para o mar

A dieta mediterrânea é famosa por ser saudável, boa para o coração e contribuir para a longevidade, além de ser saborosa. O que talvez você não sabia é que a alimentação mediterrânea pode ajudar a engravidar, pois é rica em nutrientes que dão uma força para aumentar a fertilidade.

Os hábitos de alimentação e o estilo de vida podem ajudar ou prejudicar a fertilidade. Por isso, quem sonha em ser mãe ou ser pai deve procurar ter uma vida mais saudável e cuidar de sua saúde para assim, cuidar também da saúde dos seus descendentes.

Originária de culturas gastronômicas de destaque como a espanhola, grega e italiana, a dieta mediterrânea é a prova que é possível comer bem e ser saudável. Rica em verduras, legumes, azeite e peixe, seus benefícios para fertilidade vêm de uma combinação de pouca proteína animal, mais proteína vegetal, muita fibra e pouco hidrato de carbono.

A fórmula da dieta mediterrânea está relacionada com uma diminuição de problemas ovulatórios, melhor desenvolvimento embrionário e do feto e também em um aumento da taxa de gravidez em tratamentos de reprodução humana assistida.

Tomar café

Café é um componente importante da cultura mediterrânea que divide opiniões sobre ser bom ou ruim. No entanto o café não parece alterar a capacidade reprodutiva, desde que seu consumo seja moderado. Recomenda-se não superar duas xícaras de café ao dia ou o equivalente a 200 mg de cafeína.

Bebidas alcoólicas

O consumo de bebidas alcoólicas prejudica a fertilidade. Os efeitos do álcool estão relacionados com o atraso no crescimento folicular, que são as “capsulas” que liberam os óvulos durante a ovulação, além de alterações no amadurecimento do óvulo, menor taxa de fixação do embrião no útero materno e maior taxa de abortamento.

Sedentarismo

Uma vida sedentária é prejudicial para o corpo e para a mente. Manter uma vida ativa está comprovada como uma forma eficaz para diminuir o estresse, manter o peso, melhorar o humor, dormir melhor e etc… Praticamente todos os benefícios de manter uma vida ativa são positivos para a fertilidade.

Saúde é mais que alimentação e hábitos

Lembre-se após um ano de tentativas sem engravidar é preciso que o casal consulte um especialista em reprodução humana para realizar uma avaliação da fertilidade, pois a alimentação pode ajudar a solucionar um pequeno desequilíbrio com uma dieta adequada e mudanças de hábitos, mas há quem sem tratamento especializado não pode ter filhos. Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), 15% da população em idade reprodutiva é infértil e, portanto, para engravidar precisa de ajuda médica especializada.

 

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up