dezembro 28, 2016

6 Hábitos que ajudam a evitar problemas para engravidar

hábitos para evitar problemas para engravidar

Ser uma pessoa saudável não é sinônimo de fertilidade, mas sem dúvidas os hábitos podem ajudar ou atrapalhar muito. Quem está tentando engravidar, mas também quem ainda não está pensando no assunto precisa estar atenta aos hábitos que podem gerar problemas para engravidar no futuro.

1- Mantenha uma alimentação equilibrada

Parece besteira repetir isso para todas as questões de saúde, mas é uma realidade. Manter uma alimentação equilibrada é a única forma de balancear todos os nutrientes que você precisa para não debilitar o seu corpo, alguns deles essenciais para a fertilidade.

Normalmente manter uma alimentação equilibrada ajuda no controle do peso, mas algumas pessoas ganham peso facilmente, e a consequência do excesso de peso é o aumento dos riscos para a saúde em vários aspectos, incluindo o reprodutivo.

2 – Controle do peso

Mulheres com excesso de peso, principalmente com obesidade, podem ter problemas ovulatórios. O excesso de peso desregula a produção de hormônios, além de aumentar o risco de hipertensão e outros problemas que podem afetar não apenas a fertilidade, mas também a gravidez, que terá mais riscos que o normal.

3 – Consulte o ginecologista regularmente

A maioria das mulheres mantêm seus controles ginecológicos em dia, mas você terá que fazer mais que isso se quiser identificar de forma precoce qualquer risco de problemas para engravidar.

Ainda não é um costume geral incluir avaliações da fertilidade da mulher anualmente, portanto, o mais provável é que você terá que pedir ao seu ginecologista para avaliar sua reserva ovariana, que é a quantidade e qualidade dos óvulos que você dispõe. Lembre-se que a mulher não produz óvulos, ela nasce com seu estoque, que começa a envelhecer rapidamente a partir dos 35 anos. Esta é a razão pela qual o risco de ter bebês com cromossopatias como a Síndrome de Down vai aumentando com a idade materna.

6 – Observe seu ciclo

Se você menstrua regularmente isso é um ponto a favor da sua fertilidade. Lembrando que o ciclo regular se observa sem o uso de anticoncepcionais, sendo que esta é uma das razões para que muitas mulheres identificam problemas de fertilidade somente quando param de tomar a pílula.

O anticoncepcional não interfere na fertilidade, mas pode dar a falsa sensação que o ciclo é regular, o que acaba prejudicando o diagnóstico precoce de alguma alteração que esteja ocorrendo.

Se você sofre muito com cólicas, não encare isso com normalidade! Procure um ginecologista especializado em identificar a endometriose, uma doença que pode causar infertilidade.

5 – Observe sua herança genética

Na sua família, sua mãe ou alguma tia entrou na menopausa muito cedo? Se isso aconteceu com elas, o risco de acontecer com você também existe. Portanto, para você é ainda mais importante se preocupar em fazer a avaliação da reserva ovariana.

Anos antes da menopausa chegar a fertilidade é reduzida. Então, se uma mulher fértil de 35 anos tem apenas 15% de chances de engravidar naturalmente cada mês, se ela estiver com a idade ovariana de alguém que vai entrar na menopausa de forma precoce aos 40 anos, as chances de gravidez dessa pessoa serão muito baixas.

6 – Se tiver endometriose ou síndrome dos ovários policísticos não adie os planos de ter filhos

Estas duas patologias que não têm cura podem reduzir as chances de engravidar, por isso, caso seja portadora, você não pode adiar muito os planos de engravidar e precisa fazer um controle rigoroso da sua fertilidade.

A infertilidade é caracterizada quando um casal que mantêm relações frequentes sem proteção (3 vezes por semana) não engravida após um ano de tentativas. Caso isso acontece com você, procure um especialista em reprodução humana, que irá solicitar exames para você e seu parceiro. Quanto antes uma causa é identificada, mais simples é a solução!

 

 

 

Solicite a sua primeira consulta:

2 Comentários

  • Emajaina de Oliveira Santos says:

    Bem…eu nunca fui tao facil pra engravidar, mas ja engravidei duas.vezes
    A primeira foi ectópica e anos depois me.veio a segunda a qual também, foi ectópica.portanto foram retiradas as trompas .Mas c um longo período percebi que em.alguns de meus ciclos menstruais estive c colicas e um.saco q segundo médicos diferentes tratava se de gestacionais.e esse fator vira e mexe ocorre.segundo eles acham q as trompas ou uma.delas se regenera.sou louca.pra engravidar…mas não tenho nenhuma condição financeira pra arcar com uma inseminação isso me.desmotiva muito.hj ja estou c 40 anos me.cuido meu.ciclo.é regular.mas gostei das.informações do.site de.vcs.obrigado

    • Blog.BR says:

      Olá Emajaina! Obrigada! fazemos este conteúdo com muito carinho e apoio dos especialistas em reprodução humana do grupo IVI.
      Não desanime!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up