Solicite mais informações

Indicações para congelar esperma

congelar esperma

O congelamento de esperma é um procedimento indicado em situações onde existe o risco de perda da fertilidade masculina. Como por exemplo:

  • Antes de um tratamento contra o câncer – A quimioterapia e a radioterapia são toxicas e podem comprometer a capacidade de gerar espermatozoides saudáveis (espermatogênese) após o tratamento oncológico.
  • Antes de uma vasectomia – Esta cirurgia, apesar de realizada intencionalmente para prevenir a gravidez, tem sido a causa de muitos homens procurarem uma clínica de reprodução humana, pois circunstâncias da vida fizeram com que o desejo de ser pai surgisse novamente.
  • Outras cirurgias – Como por exemplo para o tratamento de câncer de próstata, câncer testicular ou quando por outras razões médicas é necessária a retirada total ou parcial dos testículos.

Assista o vídeo onde a técnica de andrologia de IVI Salvador, Valmira Bispo, explica as indicações do congelamento dos gametas masculinos:

 

Passo a passo do congelamento de espermatozoides

O congelamento de espermatozoides é mais simples que o congelamento de óvulos e tem sido realizado há mais tempo. Assim mesmo, para sua eficácia, é necessário seguir um protocolo preciso e controlado por uma equipe altamente qualificada.

A efetividade e segurança do congelamento de sêmen pode ser considerado um processo de duas fases. Uma inicia no momento da coleta da amostra e termina no armazenamento, e a outra ocorre quando o homem retorna à clínica para ser pai. Com relação ao congelamento o processo é:

  • Coleta do esperma por meio de ejaculação – Para evitar contaminação exterior e também ter a máxima velocidade no tratamento da amostra, este procedimento é realizado em uma sala privada dentro da clínica.
  • No laboratório de andrologia da clínica de reprodução humana, o sêmen passa por um tratamento que permite o congelamento ultrarrápido e garante uma alta taxa de sobrevivência dos espermatozoides ao descongelar.
  • Após congelados, os espermatozoides são mantidos em um recipiente a temperatura de 196º negativos e podem permanecer por quanto tempo o homem considerar necessário.

 

Engravidar com espermatozoide congelado

A gravidez a partir de espermatozoides descongelados é um procedimento amplamente estendido atualmente por sua segurança e comodidade.

Uma amostra de sêmen congelada pode permanecer neste estado por tempo indeterminado, preservando suas qualidades genéticas e potencial para gerar um bebê saudável.

Após o descongelamento, o procedimento para a fecundação do óvulo indicado é a ICSI (injeção intracitoplasmática de espermatozoides). Neste procedimento um espermatozoide selecionado é introduzido diretamente no óvulo.

Através da ICSI não há perdas desnecessárias de espermatozoides da amostra de sêmen, como aconteceria caso se optasse em colocar os nadadores em um meio de cultura ao redor de um óvulo para que apenas um deles realizasse a fecundação.

Compartilhar Facebook Twitter Google +