maio 6, 2015

Perguntas incômodas sobre ter filhos

ter filhos

O ser humano é um animal social, o que normalmente é bom, mas também tem um lado ruim, pois é inevitável que as pessoas perguntem ou opinem sobre a vida dos outros. Quando alguém está solteira, perguntam quando terá um namorado, quando tem um namorado, perguntam quando casa, quando casa, perguntam sobre ter filhos… No entanto, para quem quer ter filhos e ainda não conseguiu realizar seu sonho, perguntas incômodas sobre ter filhos afetam muito. Você não poderá evitar as perguntas sobre a gravidez, mas pode criar uma estratégia para reagir, reduzir ou até mesmo eliminar os maus sentimentos que te provocam quando um assunto delicado para você vem à tona.

Quando alguém faz uma pergunta incômoda, lembre-se que não é por mal. Na maioria das vezes os outros não têm consciência do impacto dessas questões, eles não sabem o que passa contigo e simplesmente perguntam o que acham natural perguntar. Os psicólogos recomendam que cada pessoa responda de acordo com o que lhe faça mais sentido e proporcione tranquilidade, mesmo quando não seja contar toda sua história e tratamento de fertilidade. Desenvolver a capacidade de lidar com estas questões não é fácil e depende das características de cada pessoa.

Estar consciente do impacto emocional das questões que incomodam e da reação associada é fundamental para conseguir encontrar a resposta mais adequada para si mesma. Às vezes, é importante poder falar sobre este tema com as pessoas mais próximas para que possam compreender o que lhe passa e ter abertura para literalmente dizer quais perguntas você não gostaria de ouvir sobre ter filhos.

A consulta de psicologia pode ser um contexto útil para debater sobre estratégias para gerir estas questões de forma a reduzir a pressão e o mal-estar que sentimos enquanto a gravidez não vem. Também pode ajudar conversar com pessoas que vivem a mesma experiência que você, como são as que participam das redes sociais do IVI como Facebook e Twitter.

A redução do estresse está associada a melhores resultados nos tratamentos de reprodução humana, por isso, se sentir que precisa de ajuda psicológica, procure um especialista.

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up