maio 2, 2017

Rejuvenescer o ovário, a solução para o envelhecimento dos óvulos

Quem nunca quis voltar no tempo? E mais, quem não gostaria de contar com a saúde dos melhores anos da sua vida? Para muitos isso não passa de chorar o leite derramado, mas para quem se dedica à pesquisa e à ciência, como o grupo IVI, conseguir a fórmula do rejuvenescimento pode ser a solução de muitos dos problemas de fertilidade enfrentados atualmente.

Muito antes de uma mulher aparentar uma real idade avançada ela já pode ter atingido a temida idade materna avançada. Este momento, quando o ovário já está envelhecido e produzindo óvulos de qualidade mais baixa, começa a partir dos 38 anos! Isso não significa que acabaram as chances de engravidar, mas sim que este processo é mais difícil e com um risco aumentando tanto para a mãe quanto para o futuro bebê.

Os tratamentos de reprodução humana são capazes de reduzir muitos dos riscos da idade materna avançada, no entanto, quanto os especialistas se deparam com uma baixa reserva ovariana, ou seja, quando percebem que existem poucos óvulos disponíveis e que os mesmos têm um alto risco de alterações genéticas, muitas vezes a solução para a gravidez dependerá de óvulos doados.

Principais causas de uma baixa reserva ovariana:

  • Idade materna avançada: A partir dos 38 anos, ter uma boa reserva ovariana é mais difícil.
  • Menopausa precoce: Atinge 1% das mulheres e pode chegar enquanto a mulher é muito jovem, inclusive antes dos 30 anos.
  • Tratamentos tóxicos: O uso da quimioterapia e da radioterapia pode afetar a saúde reprodutiva de mulheres e homens. Por esta razão antes de iniciar um tratamento contra o câncer é recomendado o congelamento de óvulos e espermatozoides.
  • Fatores externos como fumar, obesidade e anabolizantes podem afetar os óvulos.

Atualmente na Europa, metade dos tratamentos de reprodução humana utilizam óvulos doados. A idade média das pacientes do grupo IVI é de 39 anos, o que reduz as chances de sucesso dos tratamentos com óvulos próprios quando comparado com as taxas de gravidez daquelas que receberam óvulos doados.

Um dos grandes desafios para os especialistas em reprodução humana é encontrar óvulos de qualidade nas pacientes, principalmente a partir dos 38 anos. O diagnóstico genético do embrião (PGS), tem ajudado a identificar os embriões saudáveis e, quando estes não são encontrados, a dificuldade tem sido solucionada com a doação de células progenitoras (óvulos).

Cientistas de todo o mundo pesquisam alternativas para recuperar a qualidade dos óvulos das pacientes. Este futuro provavelmente chegará com o avanço da edição genética.

Por que é preciso rejuvenescer o ovário?

Para reverter o processo natural de envelhecimento ovariano, diferentes pesquisas estão em andamento com o objetivo de ativar os “óvulos adormecidos”, que são aqueles que permanecem no ovário, mas não se desenvolvem para serem fecundados, mesmo com o estímulo de medicamentos.

O tratamento de estimulação ovariana ajuda a ativar os óvulos que não estão se desenvolvendo naturalmente até certo ponto, porém a eficácia desse tratamento é menor com o avanço da idade materna ou dependendo do nível de infertilidade. Estes são os casos que chamamos de “mal respondedoras” porque se tratam de pacientes que respondem mal ou não respondem aos medicamentos de estímulo ovariano. Como possível solução, podem ser realizados vários ciclos para acumular óvulos pouco a pouco, porém esta estratégia nem sempre é possível para todas as pacientes mal respondedoras.

Para conseguir o rejuvenescimento do ovário a solução mais prometedora se apoia na genética, através do tratamento com células-tronco capaz de ativar os óvulos adormecidos da reserva ovariana. Desde a chegada da ferramenta de edição genética CRISPR, no ano passado, foi possível ganhar velocidade nas pesquisas, mas ainda não há previsão sobre quando teremos o tratamento para a rejuvenescimento ovariano disponível nas clínicas.

Não desista do seu sonho!

Se você foi diagnosticada com uma baixa reserva ovariana, não perca as esperanças! Pois atualmente centenas de mulheres que receberam este diagnóstico conseguiram ser mães. Para tanto, elas tiveram seus tratamentos personalizados. Algumas contaram com óvulos doados, outras conseguiram alguns óvulos maduros que geraram embriões saudáveis identificados com o estudo genético do embrião (PGS) e todas elas, sem exceção, não desistiram mesmo nos momentos mais difíceis do tratamento e, graças a esta confiança em que teriam um dia seus bebês, este sonho se realizou.

 

Solicite a sua primeira consulta:

10 Comentários

  • GRAZIELA NARDY says:

    Muito interessante este estudo. Que bom que existem profissionais atentos à esse assunto. Gostaria de saber mais a respeito. Sou um caso exatamente como o relatado. Estou com 33 anos no momento e gostaria de contribuir com as pesquisas. Aguardo contato. Obrigada.

    • Blog.BR says:

      Olá Graziela, esperamos que este estudo chegue à prática clínica! Muitas pessoas como você serão beneficiadas. Por enquanto, como as pesquisas estão sendo realizadas em nossa matriz na Espanha, o recrutamento de candidatas é realizado por lá.

  • Márcia Valéria says:

    Meu sonho sempre foi ser mãe. Infelizmente, por circunstâncias diversas da vida, não consegui realizar esse sonho. E hoje tenho 49 anos, e sinais evidentes de pré-menopausa. Será que ainda há chances pra mim, mesmo com a menopausa instalada, ou seja, com a interrupção total do ciclo menstrual?

  • Fernanda says:

    Olá

    Tb tive menopausa precoce aos 29 anos. Caso haja recrutamento para o procedimento aqui no Brasil me coloco a disposição.

    tenho esperanças …

    Obrigada

  • Ariádina amorim says:

    Olá, boa tarde. Me chamo Ariádina e recentemente fiz uma FIV mas infelizemtne creio estar dentro deste grupo de “óluvos velhos”. Gostaria de saber sobre este estudo de rejuvenescimetno ovariano. Hoje tenho 44 anos
    Grata,

  • Jana says:

    Olá! tenho 39 anos e meu HAM deu 0.07 e FSH 28. as chances são muito baixas, certo?

  • aparecida adriana siqueira lopes says:

    eu gostaria de saber como é possivel conseguir fazer rejuvenecimento através de celulas tronco e o enderço de alguma clinica que faça esse tipo de tratamento

  • gislaine mara cardoso ribeiro says:

    olá tenho 46 anos e gostaria de participar, obrigada, moro no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up