junho 5, 2015

Relação entre poluição e infertilidade

poluição e infertilidade

Os efeitos da poluição estão em todas partes, isso não é nenhuma novidade. Mas você sabia que existe uma relação entre poluição e infertilidade masculina? Além da poluição atmosférica, os poluentes e produtos químicos contidos nos alimentos também são prejudiciais.

Tanto a carne bovina, quanto a de frango possuem um alto grau de contaminação com hormônios femininos, o estrogênio. Esse hormônio é dado aos animais com o objetivo de amaciar sua carne. Quando o homem consome alimentos carregados de estrogênio ele também está ingerindo o hormônio, podendo produzir alterações de qualidade e quantidade dos espermatozoides.

Risco mais elevado para quem trabalha com pesticidas

Trabalhar com pesticidas, especialmente em locais onde existem estufas é um risco adicional à fertilidade masculina quando no pesticida existe determinada atividade hormonal.

O número de pessoas que sofrem com efeitos da infertilidade causados pela poluição atmosférica é maior nas cidades maiores, onde os habitantes ficam mais expostos aos poluentes. No entanto, a reação a essa exposição é particular a cada organismo. Portanto, que uma pessoa viva em uma grande cidade ou trabalhe com pesticida não significa que ela será infértil, mas sim que seus riscos são maiores.

A poluição prejudica todas as pessoas, porém não da mesma forma, pois algumas são mais sensíveis a esses problemas ambientais que outras. Por isso, nem todas as pessoas expostas aos poluentes terão dificuldade de engravidar.

E agora? Como evitar que a poluição interfira na fertilidade?

Infelizmente diminuir a poluição ambiental não depende apenas de uma pessoa, apesar de, como cidadãos, devemos pensar nas pequenas contribuições que podemos fazer, como reduzir uso do carro, que segundo a CETESB representa 90% da poluição gerada na cidade de São Paulo. Outra atitude que está ao alcance para diminuir os efeitos da poluição no nosso organismo é através da alimentação. Observe a procedência dos alimentos na hora de fazer as compras, evitando o excesso e industrializados e sempre que possível, dê preferência aos produtos orgânicos.

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up