julho 8, 2015

Tratamento hormonal engorda?

tratamento hormonal

Ao receber as instruções de medicamentos para regular a ovulação, uma dúvida comum nos consultórios de reprodução humana é se o tratamento hormonal faz engordar. Este é um mito bastante difundido entre as mulheres e têm um fundamento, mas não se aplica a qualquer hormônio.

Realmente alguns hormônios podem levar a um ganho de peso, dependendo do tipo de hormônio, da maneira como são administrados e com que finalidade. No entanto, é também verdade que em outras situações os hormônios podem até ajudar a perder peso se, por exemplo, forem ministrados para corrigir desequilíbrios hormonais que podem ser acompanhados de problemas de ovulação e de irregularidades na menstruação.

Na maioria das vezes, em mulheres que fazem tratamento hormonal para a ovulação, o aumento de peso é discreto e está mais relacionado com a retenção de líquidos que propriamente com o ganho de gordura. Assim, mal termina o tratamento, o inchaço regride e a mulher volta ao peso habitual. No entanto, também é importante estar atenta à alimentação durante o período, pois a ansiedade relacionada ao desejo de engravidar pode afetar a quantidade de comida ingerida, algo que como consequência, resulta no aumento de peso.

Vários remédios podem ser usados para o tratamento da infertilidade feminina associada ao mau funcionamento do ovário. Em geral, são indicados para melhorar a ovulação em mulheres que não ovulam ou ovulam mal. Eles agem nos ovários aumentado a produção dos folículos, que, explicando de forma simplificada, são uma espécie cápsulas que contêm no seu interior os óvulos que serão liberados no momento da ovulação. Durante o tratamento de estimulação ovariana o desenvolvimento dos folículos é acompanhado através de ultrassonografia para evitar o hiperestímulo dos ovários, uma complicação que pode ocorrer e por isso é fundamental que os hormônios e medicamentos nunca sejam tomados sem prescrição e acompanhamento médico.

Há comprimidos e injeções de tratamento hormonal que podem auxiliar a regular a função ovariana. Essas injeções são aplicadas diariamente e seu efeito é controlado pelo ginecologista através de ultrassom e de dosagens hormonais individualizadas.

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up