agosto 16, 2019

Yoga ajuda a manter o equilíbrio entre corpo e mente; e auxilia na gestação. Técnica é assunto do IVI Bem-Estar desse mês

A concepção de um filho exige uma organização no corpo da mãe. É algo muito mais amplo do que simplesmente ter os exames físicos em dia. Passar por nove meses de gestação requer também muito cuidado com a mente. Manter o equilíbrio entre o corpo e a mente para tentantes e/ou grávidas é necessário para uma gestação tranquila.

Pensando nisso, o IVI Salvador realiza essa semana mais uma edição do Programa IVI Bem-Estar. Esse mês, o evento acontece na Casa de Yoga Salvador, a partir das 17 horas. O intuito é apresentar os benefícios dessa prática milenar e como ela pode ajudar no equilíbrio entre corpo e mente.

Entender que a redução do estresse é fundamental antes, durante e depois da gravidez, virá à tona durante o encontro. Na ocasião, pacientes do IVI Salvador e tentantes estarão reunidas para um bate papo leve e descontraído. Na outra ponta, fundadores e professores da Casa de Yoga Salvador, Neide Pinheiro e Jeovah Pinheiro, falam sobre benefícios da técnica.

Durante o evento, eles farão uma pequena palestra, seguida de uma aula prática. Mostrarão como a yoga pode ajudar no processo da gravidez, incluindo os casos de tentantes que recorrem à reprodução assistida. Isso porque nesses casos, há um fator extra de ansiedade que interfere bastante.

O encontro também terá presença da Diretora Médica do IVI Salvador, Dra. Genevieve Coelho. “Equilíbrio é algo fundamental para esse momento das tentantes e, por isso, a escolha pela yoga”, conta. “Prestar mais atenção ao funcionamento do seu próprio corpo dá início a um processo de respeito com o mesmo. Assim conseguimos perceber melhor as próprias necessidades”, conclui a médica.

Benefícios da Yoga

 Vivemos em uma época onde a procura pela felicidade se tornou constante. Mas o que as pessoas devem entender é que essa tal felicidade não está aí, para ser encontrada. Ela mora dentro de cada um de nós. A partir disso, vem o alcance de uma consciência do que deve ser feito para alcançar bem estar e equilíbrio.

Tirar o foco do que está fora e olhar para dentro é um dos princípios para alcançar esse autoconhecimento. E a yoga pode ajudar nisso. “A yoga é um modo de vida que possibilita o ser humano a melhorar sua saúde física, mental e emocional. Tudo através de técnicas desenvolvidas ao longo de dezenas de séculos. Entre elas, estão técnicas de postura, controle da respiração e controle da mente”, explica Jeovah Pinheiro.

Há milhares de anos, sábios indianos deixaram um legado especial: o conhecimento da ciência da yoga. Sua essência é exatamente mostrar um caminho pelo qual poderemos alcançar estágios mais avançados de consciência. A palavra “Yoga” deriva da língua sânscrita e sua raiz significa união. A melhor definição da palavra seria “o conjunto de métodos que têm como objetivo o alcance da união entre a alma individual com o espírito”.

Ao praticar yoga com determinação e regularidade, as pessoas – incluindo grávidas e tentantes – vão obter benefícios físicos e mentais. Isso ajudará a manter a saúde de forma simples e harmoniosa. A prática da Yoga leva a uma expansão da consciência, para assim pensar, sentir e agir com calma e serenidade.

A meditação é bastante tradicional no budismo e hinduísmo; filosofias que trabalham a união do físico com o emocional. Em muitos países, incluindo o Brasil, a prática é realizada por meio de sessões de exercícios físicos. Esses exercícios incluem especialmente alongamentos e técnicas intensas de respiração.

O relaxamento e a meditação colaboram no aumento do equilíbrio corporal e psíquico. Além disso, oferece aos pacientes a tranquilidade fundamental para todos os processos que envolvem o tratamento da infertilidade. A prática da yoga para mulheres tentantes e grávidas é de fundamental importância porque ajuda a equilibrar corpo e alma. Além disso, ajuda a fortalecer partes do corpo que são fundamentais para a gestação e para o parto.

Atividades físicas fazem bem para mães e bebês

Quando o assunto é maternidade, cada um tende a ter uma opinião. Ainda mais quando se trata de exercícios durante a gravidez. Embora muita gente tenha medo, realizar atividades físicas nessa etapa é importante sim, mas com ressalvas.

Muitas vezes, a gravidez é associada ao repouso, principalmente nas últimas semanas. Contudo, quase todas as gestantes podem praticar exercícios físicos. A depender do condicionamento, elas podem se manter em atividade quase até o dia do parto.

O exercício mais indicado depende muito do que cada mulher fazia antes de engravidar. Entre os mais os mais seguros, normalmente, estão a natação, a hidroginástica e as caminhadas, por conta do baixo impacto.

Para fortalecimento, a musculação é muito segura e versátil. Da mesma maneira o pilates, que é recomendado inclusive para quem nunca fez. O pilates prepara melhor o corpo para a hora do parto, fortalecendo as cadeias musculares que serão mais demandadas.

O esporte pode fazer muito bem para mães e bebês. Além de controlar o peso e evitar uma doença cardiovascular, como pressão alta, infarto e derrame, evita o diabetes gestacional. Mulheres que se exercitam, melhoram a oxigenação para o feto, a qualidade do sono delas e as dores nas costas. Isso porque todos os músculos ficarão fortalecidos. Vale lembrar que os benefícios se estendem ao pós-parto, fazendo com que ele seja menos dolorido e ajudando na recuperação.

O alerta é para o acompanhamento. Além do obstetra, é importante que se faça também uma avaliação com ortopedista e cardiologista.

Se você é daquelas que só acredita cientificamente, o periódico “Medicine & Science in Sports & Exercise” acaba de publicar sobre. No último dia 5 de agosto, a publicação defende que praticar exercícios aeróbicos na gravidez melhora o desenvolvimento neuromotor do bebê. O estudo mostra que atividades como corrida ou natação na gravidez podem fazer com que as crianças sejam mais adeptas ao movimento.

Segundo a pesquisa, a atividade física também pode prevenir a obesidade infantil. Os cientistas sugerem que o exercício na gestação pode reduzir potencialmente o risco futuro de a criança desenvolver a doença.

Para participar do IVI Bem-Estar, acesse o link: https://ivi.net.br/bem-estar/.

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up