agosto 15, 2017

O que é coito programado?

Casal feliz pela indicação de coito programado

A maioria das pessoas que estão tentando engravidar há algum tempo costumam ficar atentas aos seus ciclos menstruais e procuram aprender a calcular o período fértil. Hoje em dia existem inclusive aplicativos que ajudam as tentantes nessa missão. No entanto, o cálculo do período fértil através da tabelinha é possível apenas quando a mulher possui um ciclo regulado, além disso, não considera que podem existir outros fatores que interferem no encontro entre o óvulo e o espermatozoide ou na fecundação do óvulo.

Para comprovar que a ovulação está acontecendo e programar o namoro com mais precisão e com a certeza de que não existem outros obstáculos para a fecundação, o coito programado é uma estratégia médica para tentar aumentar as chances normais de gravidez para quem não apresenta problemas visíveis de fertilidade e é jovem.

O coito programado é um tratamento que consiste na programação das relações sexuais a partir do monitoramento médico da ovulação. Esta técnica segue o mesmo princípio do cálculo do período fértil, porém neste caso, em lugar de utilizar uma tabela em casa, será realizado um acompanhamento através de ultrassonografias para comprovar o momento da ovulação para desta forma programar o namoro em casa.

Este tratamento pode precisar ou não da prescrição de medicamentos leves para estimular a ovulação. A indicação do coito programado está limitada para casais jovens, geralmente sem uma causa de infertilidade identificada, ou com alterações muito leves da fertilidade, poderia ser considerado como um passo anterior à inseminação artificial.

Exames solicitados antes do coito programado

Assim como realizado para todas as pessoas que estão tentando engravidar há um ano sem sucesso, que é o que caracteriza a infertilidade segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), antes de indicar o coito programado, o médico especialista irá solicitar os exames que avaliam a fertilidade do casal.

Serão realizados exames morfológicos do aparelho reprodutor, assim como solicitados exames hormonais, cariótipo, além do espermograma.

A ultrassonografia é o exame que permitirá a contagem de folículos antrais, que são as cápsulas que guardam os óvulos e que a cada ciclo se desenvolvem para que no final do processo exista um folículo dominante que indica um óvulo escolhido para ovular.

O folículo dominante será o que irá eclodir para liberar o óvulo, fase da ovulação que também será acompanhada pela ultrassonografia para confirmar que a ovulação realmente aconteceu.

Folículo não roto

É possível acontecer que o ciclo menstrual evolua normalmente e a eclosão do folículo dominante não ocorra, este fenômeno conhecido como folículo não roto pode ser detectado através de uma ultrassonografia.

Quando comprovado que efetivamente a mulher está ovulando normalmente, além de analisado o resultado dos estudos de permeabilidade do caminho que deve percorrer o espermatozoide e óvulo para que ocorra a fecundação, bem como confirmando que os níveis hormonais estão dentro da normalidade, a recomendação do coito programado poderá ser realizada sem a prescrição de medicamentos. Se, pelo contrário, foi identificada alguma pequena alteração, o especialista em reprodução humana irá indicar o medicamento que corrija o equilíbrio da fertilidade, normalmente através dos indutores de ovulação.

Iniciando o tratamento

Através do acompanhamento ecográfico, o médico especialista em reprodução humana irá observar a evolução dos folículos e, baseado na evolução dos mesmos, poderá ajustar o tratamento. Neste processo evolutivo existirá um folículo dominante, que se destaca entre os demais folículos.

Para evitar gestações múltiplas quando foi prescrito um indutor de ovulação, o médico irá acompanhar que existe apenas um folículo dominante e dessa forma garantir uma gravidez única, que é uma segurança para a mãe e o bebê.

Quantas vezes posso tentar o coito programado?

Normalmente são realizadas 3 tentativas de coito programado, porém avaliando individualmente cada caso, o especialista em reprodução humana irá indicar quando é preciso partir para outras opções de tratamento de fertilidade.

 

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up