Solicite mais informações

Teste doméstico de fertilidade masculina tem utilidade comprovada

SwinCount

Para a formação de uma vida, a participação do DNA feminino e masculino tem a mesma importância. E apesar de 40% das causas de infertilidade do casal serem de origem masculina, o diagnóstico deles muitas vezes fica em segundo plano dificultando o tratamento.

Um teste doméstico que facilitasse o diagnóstico precoce do homem seria uma alternativa mais cômoda de obter as primeiras informações sobre a fertilidade masculina e acelerar o entendimento sobre a fertilidade do casal. Foi esta ideia que levou os especialistas do IVI a participarem do estudo de comprovação da eficácia do teste doméstico de fertilidade masculina SwimCount.

Na pesquisa, além do IVI, o estudo contou com a participação do hospital Acibadem Fulya da Turquia, o banco de esperma Nordic Cryobank da Dinamarca e a clínica de fertilidade Ciconia, também da Dinamarca.

Apresentado durante o 73º Congresso Anual da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva, o estudo analisou 323 amostras de esperma de pacientes através do espermograma e comparou os resultados com o SwinCount. A conclusão foi uma correspondência de 95% dos dados, o que comprovou que este teste que pode ser realizado em casa tem um alto grau de fiabilidade.

Espermograma continua sendo necessário

O espermograma é o teste básico e fundamental para o estudo da fertilidade masculina que analisa parâmetros de concentração, morfologia e motilidade dos nadadores com a ajuda de um microscópio. O exame é realizado a partir da coleta de uma amostra através de masturbação; o mesmo método necessário para a coleta do SwinCount.

Apesar do espermograma continuar sendo indicado, com o teste doméstico o paciente tem a vantagem de realizar o teste de forma mais privada, onde terá informação que alerta sobre a necessidade de consultar um especialista. Os resultados aparecem em 30 minutos.

Diferente de outros testes de avaliação da fertilidade masculina que podem ser feitos no conforto do lar, este analisa a motilidade progressiva dos espermatozoides, um fator fundamental para determinar a qualidade seminal, pois a capacidade de movimentar-se em linha reta e motilidade progressiva influencia na habilidade para fecundar o óvulo.

Diante de um resultado alterado no SwimCount, é preciso realizar uma análise mais completa da fertilidade para confirmação do diagnóstico e tratamento.

Fatores que afetam a fertilidade masculina

A fertilidade masculina sofre muito menos os efeitos da idade em comparação com a mulher, pois os óvulos não são produzidos ao longo da vida e os espermatozoides sim. No entanto, os fatores ambientais e hábitos exercem uma grande influência na qualidade dos gametas masculinos.

O consumo de álcool, cigarro, a obesidade, exposição frequente a produtos químicos e excesso de calor podem afetar a saúde reprodutiva do homem, assim, como o uso de anabolizantes e o estresse.

A fertilidade do homem também pode ser influenciada por fatores genéticos, hormonais ou pela presença da varicocele, a principal causa de infertilidade masculina, que afeta os testículos com a dilatação de veias que apresentam um aspecto similar às varizes.

Compartilhar Facebook Twitter Google +