maio 16, 2017

Especialistas em SOP, desenvolvimento embrionário e genética recebem o 7º IVI Awards

IVI Awards, homenageados

A cada edição do Congresso Internacional IVI, também se realizada a premiação entregue pela Fundação IVI, o IVI Awards, que tem como objetivo prestigiar e incentivar as melhores trajetórias de pesquisas científica básica e clínica em medicina reprodutiva. Cada premiado recebe a quantia de 25 mil euros, cerca de R$64.000,00. Este ano, o 7º Congresso Internacional IVI foi realizado na cidade espanhola de Bilbao entre os dias 11 e 13 de maio.

Entre os homenageados do 7th International Fundación IVI Awards, está o professor Richard Legro, que recebeu o prêmio por sua pesquisa clínica sobre o tratamento da Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) e estudos sobre suas causas genéticas e ambientais relacionadas com a infertilidade. Os prêmios de trajetória científica de excelência em medicina reprodutiva foram para a Professora Magdalena Zernicka-Goetz e Dr Juan Carlos Izpisúa, que respectivamente são referências mundiais em embriologia humana e medicina regenerativa.

Vamos conhecer um pouco sobre cada contribuição desses profissionais de destaque.

Tratamento para engravidar sendo portadora de Síndrome dos Ovários Policísticos

A síndrome dos ovários policísticos é um transtorno endócrino que atinge entre 7% e 20% da população feminina em idade fértil. A disfunção vem acompanhada de menstruação irregular e hiperandrogenismo (aumento dos hormônios masculinos, resultando no aumento de pelos no corpo, acne, entre outras características mais masculinas) e pode levar à obesidade.

Segundo evidências encontradas por Richard Legro, o tratamento com anticonceptivos em conjunto com um programa de redução de peso é capaz de devolver a capacidade reprodutiva das portadoras da SOP.

Desenvolvimento embriológico pré-implantacional

Magdalena Zernicka-Goetz foi a primeira a conseguir estudar o embrião até o 14º dia de desenvolvimento, identificando processos da implantação do embrião humano que ainda não eram conhecidos. Conhecer o processo pré-implantacional é fundamental para trabalhar no aprimoramento das técnicas de reprodução humana nos tratamentos de fertilidade. As falhas de implantação são as causas mais comuns de fracasso da FIV (Fertilização in Vitro).

A pesquisa de Magdalena Zernicka-Goetz foi considerada pela revista Science Breakthrough of the Year 2016. Um reconhecimento dos estudos que marcam um antes e um depois na área científica em questão.

Medicina regenerativa e células-tronco

Juan Carlos Izpisúa dedica seu trabalho científico a identificar a regeneração de células-tronco, o que atualmente já apresentou resultados prometedores na cura de doenças como o câncer, Parkinson e surdez.

IVI investe continuamente em pesquisa e desenvolvimento

Em diversas entrevistas e também na roda de imprensa da última edição do Congresso Internacional IVI, reforçamos a nossa posição já consolidada sobre a importância de dedicar tempo e recursos à pesquisa científica. A atitude investigadora não visa o curto prazo e sim um futuro melhor onde seja possível curar doenças e permitir que as milhares de pessoas que enfrentam dificuldades para engravidar possam superar estas dificuldades para ter nos seus braços um bebê saudável. A pesquisa científica motiva nosso trabalho e é um dos principais pilares do grupo.

* Da esquerda para a direita na foto: Professor Pellicer, Professor Izpisúa, Professora Zernicka-Goetz, Dr Legro e Professor Remohi. Professores Pellicer e Remohi são os fundadores do grupo IVI.

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up