Solicite mais informações

Tratamentos para quem tem Síndrome dos Ovários Policísticos conseguir engravidar

ovario policístico

A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) pode afetar a ovulação. Por ser um transtorno endócrino, a SOP desequilibra o funcionamento hormonal e provoca o crescimento de múltiplos cistos nos ovários e ciclos menstruais sem ovulação.

As portadoras de SOP costumam ter a menstruação irregular e sintomas de hiperandrogenismo (aumento dos hormônios masculinos, o que pode provocar aumento de pelos no corpo, por exemplo).

Como a síndrome dos ovários policísticos afeta a fertilidade?

A irregularidade hormonal é o principal fator para a diminuição da fertilidade entre as portadoras. Além disso, como o controle do peso é mais difícil para elas pela influência hormonal e resistência à insulina associada à SOP, a obesidade pode se desenvolver com mais facilidade e ser outro fator que prejudica a fertilidade normal.

Tratamentos de fertilidade para portadoras de SOP

Ao procurar um especialista em reprodução humana, o primeiro passo para conseguir engravidar naturalmente é um tratamento para estabelecer o equilíbrio da ovulação. Antes de prescrever medicamentos, o especialista irá solicitar exames hormonais, além de realizar ecografias.

  • Um tratamento natural para aumentar as chances de gravidez para as portadoras de SOP é a perda de peso. Este passo é fundamental e às vezes suficiente para permitir que o sonho de ser mãe se realize e inclusive quando não é suficiente, certamente irá exercer uma grande influência positiva para o sucesso do tratamento e também ajudará na redução da quantidade de medicação hormonal necessária.
  • Os indutores de ovulação são outra alternativa para estimular o ovário a produzir os folículos que darão origem aos óvulos antes de partir para a inseminação artificial ou fertilização in vitro. Porém, o tratamento com estes medicamentos pode ser perigoso se não for acompanhado pelo médico, que irá realizar ultrassonografias para acompanhar a resposta do ovário ideal de cada pessoa. Os efeitos colaterais da estimulação ovariana podem ser de alto risco para a saúde da mulher e suas possibilidades de ser mãe no futuro quando não são controlados adequadamente.

Mesmo quando é detectada a síndrome dos ovários policísticos, é preciso fazer uma avaliação da fertilidade completa do casal, pois as chances de gravidez podem ser o resultado de vários fatores masculinos e femininos que isoladamente não são significativos, mas juntos estão impedindo a gravidez.

Como prevenir que a SOP afete as chances de gravidez?

Quando a Síndrome dos Ovários Policísticos é identificada, normalmente pelo ginecologista, é preciso iniciar um acompanhamento periódico e também consultar um endocrinologista. É possível engravidar sendo portadora, mas as chances são superiores se mesmo quando ainda não existe o desejo de engravidar, os cuidados com o equilíbrio hormonal e o controle do peso se mantêm ao longo da vida.

Existem casos onde a presença da SOP parece exercer uma influência na qualidade dos óvulos. Por isso, congelar óvulos antes dos 35 anos pode ser uma medida de prevenção muito recomendável se existir o desejo de adiar a gravidez para uma idade próxima aos 40 anos.

Compartilhar Facebook Twitter Google +