janeiro 21, 2020

Atividade física na gravidez

Mulheres que se submetem à reprodução assistida devem ter um olhar especial sobre as suas atividades. E isso antes e depois do procedimento! Durante a fase de estimulação ovariana, é recomendável levar uma vida mais tranquila. Nesse momento, os ovários aumentam de tamanho por efeito das gonadotrofinas; hormônio utilizado para a estimulação ovariana.

Com o aumento de tamanho dos ovários, a paciente pode se sentir incomodada ao se movimentar. Existe ainda o risco de torção ovariana. Por isso é preciso consultar o médico sobre que tipo de exercício físico poderá ser praticado durante este período.

Após passar pelo tratamento de Fertilização in Vitro (FIV) e receber alta, a mulher deve obedecer algumas regras. Isso será determinante para que o tratamento tenha o sucesso esperado. É o momento em que o procedimento está quase finalizado. Cabe esperar que os embriões, agora instalados no útero materno, se fixem estabelecendo as conexões que confirmarão o sucesso do procedimento.

Recomenda-se não realizar exercícios intensos ou que demandem grande esforço nesse momento. Após a confirmação a gravidez, as atividades físicas podem ser retomadas, como para qualquer outra gestante.

“Durante o procedimento, se a mulher fizer um esforço excessivo, como atividades intensas, ou carregar muito peso, existe a possibilidade de o embrião se deslocar. Ao sair do lugar, ele pode não ser implantado no útero”, explica Genevieve Coelho, diretora médica do IVI Salvador.

Mulheres grávidas devem sim praticar exercícios físicos

Muita gente costuma associar a gravidez com repouso e distância de qualquer atividade física que seja muito agitada. Durante muitos anos, grávidas se mantinham no mais absoluto repouso, mesmo estando com a saúde em dia. Mas o tempo passou, os hábitos mudaram.

Estudos científicos mostram que o exercício físico faz bem não só para mãe, mas também para a criança. Com o acompanhamento correto e a autorização dos médicos, a mulher pode sim praticar a atividade física. Desde que não haja um exagero, claro; e também razões médicas contrárias.

A prática moderada de exercícios ajuda a animar as gestantes. Além disso, colabora no controle do ganho de peso durante a gravidez, uma preocupação para muitas mulheres. Praticar algum tipo de esporte pode trazer muitos benefícios e ajudar a amenizar muitas das queixas que surgem na gravidez.

O exercício fortalece o sistema musculoesquelético, ajudando assim a aliviar dores nas costas, melhorar a circulação e ativar o metabolismo. A atividade física colabora também na redução dos enjoos e tonturas, e ajuda na prevenção da trombose e doenças venosas.

O líquido acumulado nos tecidos, típico da gravidez, também é reduzido. O fornecimento de oxigênio para o corpo melhora não só para mãe, mas consequentemente para o bebê também. Entre os benefícios da prática esportiva está incluída a diminuição da diabetes gestacional, um problema que preocupa as futuras mamães.

Já que o consumo de energia é contínuo, ocorre a baixa no nível de açúcar no sangue. Por isso, os especialistas acreditam que manter as atividades esportivas até ao nono mês, pode tornar as dores de parto mais suportáveis. Benefício provocado pelos neurotransmissores que são libertados durante o exercício.

Como escolher as atividades físicas nesse período

Durante a gravidez, todo o sistema cardiovascular, a respiração e o sistema musculoesquelético estão sujeitos a uma tensão durante as 40 semanas. Por conta disso, é importante não exagerar no que diz respeito à atividade esportiva.

Uma carga excessiva pode provocar a redução do fornecimento de sangue e oxigênio para o bebê. O aumento do fornecimento sanguíneo para os músculos também pode ter um efeito prejudicial sobre a perfusão placentária. Os hormônios da gravidez tornam articulações e ligamentos mais flexíveis, para que a cabeça do bebê possa passar pela pélvis no parto.

Os ligamentos moles e as articulações instáveis ​​tornam a gestante mais propensa a lesões. Por isso, é permitido fazer exercício, desde que a intensidade seja adaptada à gravidez. Portanto, o primeiro passo para a gestante decidir sobre uma atividade, é ter liberação do médico que a acompanhará durante os nove meses de gravidez.

Depois, escolher a atividade com carinho e atenção. Gostar do exercício que será praticado é o segredo para não desistir. O próximo passo é encontrar um profissional de educação física, que fará o acompanhamento durante a gestação. Depois, basta organizar a rotina diária para garantir a continuidade da prática esportiva.

Uma das vantagens da atividade física – acompanhada de uma alimentação equilibrada – e ajudar na manutenção do peso ideal (o que não significa estar magro), com plena saúde. O ideal é que a gestante se exercite no mínimo 30 minutos ao dia, de 3 a 5 vezes por semana. Lembrando sempre que cada caso é um caso e sempre deve haver indicação médica.

Faça exercícios que agrade você

Entre as diversas modalidades existentes no fitness hoje, algumas são mais disputadas pelas gestantes. A natação, que tonifica a musculatura e aumenta o fôlego e a resistência é uma das prediletas! A hidroginástica, que melhora a capacidade cardiovascular, tonifica os músculos e promove relaxamento também é uma queridinha. Isso porque a água reduz o peso da barriga durante os exercícios e o impacto nas articulações.

Outra opção muito buscada é o pilates, que fortalece a musculatura da pélvis ajudando a sustentação do peso da barriga e favorecendo o parto normal. Também fortalece os músculos do abdômen melhorando a postura. O yoga aumenta a flexibilidade, equilíbrio e tônus muscular. Diminui a ansiedade e alguns exercícios respiratórios podem ser usados durante o trabalho de parto.

A dança aumenta a capacidade respiratória, ajuda a controlar o ganho de peso e promove o relaxamento diminuindo a ansiedade. O alongamento melhora a flexibilidade e promove o relaxamento, ajudando também a controlar a ansiedade. Já a musculação fortalece a musculatura, evitando dores nas costas e nas articulações.

Para as mulheres tentantes, também é recomendada a prática de exercícios físicos. Os benefícios para o corpo e para a mente são inúmeros. Eles ajudam a diminuir o estresse do dia a dia e do processo de tentar uma gravidez. Além de ajudar a dormir melhor, proporcionar mais vitalidade e força ao corpo e a manter o peso adequado.

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up