novembro 20, 2020

O que é um banco de sêmen?

Comitê Editorial IVI Salvador

A maioria dos casais sonha em aumentar a família e ter filhos. E quando isso não acontece, precisa-se investigar a causa da infertilidade. De modo geral, estima-se que após um ano de tentativas sem métodos contraceptivos e sem alcançar a gravidez, o casal deve buscar um especialista em reprodução humana. Pois, em alguns casos pode ser necessário a utilização de um banco de sêmen.

E uma coisa é certa, nem sempre a infertilidade é da mulher. Quando a resposta sobre a dificuldade de um casal ter filhos vem do homem, a aceitação da infertilidade ainda gera muita negação.

E quando o homem descobre que a gestação só poderá acontecer se utilizar a doação de gametas, proveniente de um banco de sêmen, nem sempre é uma escolha fácil. Mas, a vontade de formar uma família sempre prevalece. Especialmente quando os casais entendem melhor como funciona um banco de sêmen e as vantagens de utiliza-lo. E aí começa o processo para realizar o sonho…

De que modo funciona o banco de sêmen?

Um banco de sêmen viabiliza a utilização de espermatozoides doados por homens saudáveis. Eles são congelados por um período indeterminado, mantendo sua característica original, de quando o homem doou.

O sêmen pode ser utilizado em diversas técnicas de reprodução assistida, de acordo com a necessidade da paciente ou casal. Algumas das técnicas mais usadas são a inseminação artificial e a fertilização in vitro.

Mesmo se estiver armazenado há muito tempo no banco de sêmen, o material não perde qualidade. A técnica assegura que o espermatozoide manterá suas características, mesmo com o passar dos anos.

Para que exista um banco de sêmen, é necessário haver doadores voluntários. No Brasil, de acordo com as normas estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) a doação é anônima.

O receptor e o doador não podem se conhecer. E os pais dessa criança serão o casal que buscou o tratamento de reprodução assistida. De acordo com a lei brasileira o doador não saberá qual casal recebeu a doação. Assim como o casal nunca saberá quem doou.

Quem recebe a doação sempre se preocupa também se o doador vai ter as características dos pais, ou da mãe. O casal pode escolher o doador de acordo com suas características físicas. A cor dos olhos, estatura, cabelos, etc. E principalmente o tipo sanguíneo. Este, deve ser compatível com o casal receptor.

Além disso, o código genético difere menos de 1% entre uma pessoa e outra. O que no final, não torna grande a diferença quando você usa o óvulo ou espermatozoide de outra pessoa.

Quando há indicação de banco de sêmen?

Podem recorrer a uma doação de sêmen, pacientes nas mais diversas situações. Tanto mulheres que pretendem ser mães independentes, quanto casais homoafetivos formados por duas mulheres. Ou até mesmo, o mais corriqueiro, dos casais que detectam infertilidade no homem.

No caso dos casais que querem engravidar, quando já se iniciou uma investigação sobre o motivo da infertilidade masculina, a opção pelo banco de sêmen favorece não apenas os homens com infertilidade permanente, mas aqueles que já identificaram com especialistas que possuem algum tipo de problema em seu sêmen. Quando a qualidade não é boa, ou quantidade de gametas não é suficiente.

O banco de sêmen favorece também os casos de homens que são portadores de uma infecção sexualmente transmissível (IST) e não é possível eliminar o vírus do sêmen. Ou é indicado quando o homem sofre de ausência de espermatozoides (azoospermia) tanto na ejaculação como na biópsia de testículo. 

Quem pode ser doador de sêmen?

A doação deve ser feita de forma espontânea e não remunerada. É um ato voluntário que permite beneficiar quem, por algum motivo, não pode ter filhos.

O homem que optar por realizar a doação, precisa ser saudável e ter uma boa qualidade em seus espermatozoides. Por conta disso, o doador precisa realizar uma bateria de exames. Após a aprovação dos resultados, armazena-se o material em nitrogênio líquido no laboratório.

A coleta do sêmen é feita através da masturbação, aspiração diretamente do testículo ou epidídimo, ou micro cirurgicamente. Logo após a coleta realiza-se a análise seminal. Limpa-se o sêmen para extrair apenas os espermatozoides, sem os líquidos onde eles ficam armazenados.

Substâncias crioprotetoras são adicionadas, o material é devidamente etiquetado, identificado com código de barras e acondicionado em contêineres contendo nitrogênio líquido, a -196ºC. A amostra é congelada, com as características do doador para uso futuro.

Quando fazer a doação?

Os homens produzem espermatozoides a vida inteira. E as leis brasileiras estabelecem que os doadores devem ter entre 18 e 45 anos de idade. Porém, a qualidade desse material vai mudando com os anos. Com o tempo é muito comum que os gametas masculinos envelhecidos sofram alterações em suas divisões celulares.

Assim, um cromossomo pode ser duplicado ou ausente, o que causa doenças genéticas como a Síndrome de Down. Além disso, é importante que o doador não tenha nenhuma doença. por isso, a seleção do doador é extremamente rígida.

É feita uma investigação da história pessoal e familiar, afastamento de doenças genéticas graves, realização de exames clínicos, laboratoriais e avaliação adequada da fertilidade. Doenças como a AIDS, ou alguma alteração no sêmen que gere maior ou menor motilidade fazem com que o sêmen não seja viável. Assim, o homem é impossibilitado de ser doador.

Bancos de sêmen nacionais e internacionais

No IVI Salvador os pacientes podem adquirir bancos de sêmen nacionais ou internacionais. Cada um deles difere em algumas características. No caso do banco internacional, há um maior acesso às informações dos doadores – devido à legislação do exterior.

Nesses casos, as pacientes podem ter acesso a fotos do doador quando criança e em alguns casos, até mesmo a fotos do doador quando adulto. Além disso, também pode haver uma entrevista em áudio com o doador. Como a legislação no exterior é diferente, há casos em que o doador permite contato com a criança após completar 18 anos, se for da vontade de ambos.

Para situações em que haja escolha por sêmen de um banco internacional, o material demora cerca de 60 dias para chegar ao Brasil. No caso dos bancos nacionais, o prazo para que o material chegue a Salvador é de 7 dias.

Nos bancos nacionais, a paciente só tem acesso a características básicas, devido à legislação brasileira. Não há nenhum tipo de contato ou foto. Caso tenha dúvidas sobre os procedimentos, basta agendar um horário no IVI e um dos nossos profissionais ajudará!

Vida saudável é importante para alcançar a gestação

Tanto a mulher quanto o homem que sonham em ter filhos, devem levar uma vida saudável. Evitar o uso de tabaco e outras drogas, não beber em excesso, ter uma alimentação saudável e rica em diversos nutrientes.

Já está comprovado que o hábito de vida mais equilibrado interfere no sucesso dos tratamentos de reprodução assistida – assim como em diversos outros na vida. Portanto, é ideal a ingestão de bastante líquido, a prática regular de exercícios físicos e também, claro, ter boas horas de sono para que o organismo funcione de forma mais correta.

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up