abril 18, 2017

Dicas para engravidar

Pode acontecer que a gravidez demore para vir por causa de alguns pequenos detalhes fáceis de solucionar. Por isso, durante o período de tentativas é importante seguir as dicas para engravidar que os especialistas das clínicas IVI selecionaram para você:

  1. Check up da saúde geral do casal: Quando você decidir que quer engravidar, antes de iniciar as tentativas é muito importante fazer um check up do casal, onde você irá atualizar as vacinas, verificar a pressão e fazer exames de sangue para descartar a presença de doenças infecciosas.
  2. Check up da fertilidade da mulher: Aproveite a oportunidade do checkup geral da saúde e peça também ao seu ginecologista uma avaliação da sua reserva ovariana, que pode ser feita com exames cobertos pelo SUS e maioria dos planos de saúde. São eles a contagem de folículos antrais, através de ultrassonografia e dosagens hormonais. Um exame que ainda não é coberto, mas é bastante preciso é o hormônio antimülleriano, se puder fazer este, será ainda melhor!
  3. Check up da fertilidade do homem: É possível que você encontre um pouco de resistência para convencer seu parceiro de realizar um checkup urológico da fertilidade, mas pode ajudar que ele saiba que o procedimento que ele terá que fazer é bastante simples (espermograma), além de uma avaliação no próprio consultório para descartar a varicocele, que são umas espécies de varizes que atingem os testículos que podem reduzir as chances de gravidez
  4. Comece a tomar ácido fólico: Apesar de não ser uma dica para engravidar, tomar ácido fólico é extremamente importante para a formação do sistema nervoso central do futuro bebê. É recomendável iniciar a ingestão desse nutriente 3 meses antes de engravidar, portanto, você já pode começar! Quando você engravidar, é recomendável continuar tomando o ácido fólico até o fim do primeiro trimestre de gestação.
  5. Os futuros pais não devem fumar: Atualmente 13% dos casos de infertilidade estão ligados ao cigarro. Além disso, está comprovado que quando o pai fuma antes da gravidez, os espermatozoides deles terão um risco maior de provocar malformações, hiperatividade e transtornos no comportamento da criança. Os riscos de uma mãe fumante são bastante conhecidos e incluem o aborto, mas vale lembrar que a fertilidade de uma mulher fumante é 3 vezes menor que a de uma não fumante.
  6. Mantenha seu IMC (Índice de Massa Corporal) dentro do ideal: Especialistas do grupo IVI realizaram um estudo que comprovou que além da redução da fertilidade que a obesidade provoca em homens e mulheres, a obesidade feminina durante a gravidez pode prejudicar o desenvolvimento e saúde do bebê a nível epigenético.

Não vale perder peso a todo custo quando o objetivo é engravidar! É preciso o apoio de um nutricionista para um plano de perda de peso que não seja muito restritivo, pois é importante manter o nível nutricional da dieta para não prejudicar a assimilação de substâncias importantes para manter a saúde durante a gravidez.

Tabela de IMC - índice de massa corporal

7. Não deixe o tempo passar demais: Apesar de que é possível engravidar mais tarde, as chances de conseguir naturalmente são mais baixas e os riscos de doenças genéticas são mais altos. Por isso, o congelamento de óvulos tem se popularizado entre as mulheres que pretendem de engravidar após os 38 anos, sendo que o período ideal para realizar este procedimento de preservação da fertilidade é antes dos 35 anos.

8. Mantenha um estilo de vida saudável: Uma dieta equilibrada que inclua os nutrientes necessários para manter a fertilidade, uma atividade física que ajude a controlar o peso e também reduzir o estresse, não apenas será benéfico para a fertilidade, mas também te ajudará a criar um bom ambiente para motivar seu futuro filho a crescer seguindo seus hábitos saudáveis.

9. Caso tenha na sua família algum caso de doença genética, procure aconselhamento: As doenças genéticas não têm cura, mas podem ser evitadas, por isso, mesmo que você e seu marido não tenham uma doença hereditária, as mutações genéticas que vocês sejam portadores podem ser transmitidas e no caso em que exista uma coincidência de mutações entre você e seu parceiro (um risco que é elevado em caso de casamento entre primos, por exemplo), o teste de compatibilidade genética pode ajudar a avaliar o risco e obter indicações para prevenir as doenças nas futuras gerações.

10. Tenha uma atitude positiva: Mais que pensar positivo, ter uma atitude positiva está relacionada a unir a atitude com a confiança que você está fazendo todo o possível para realizar o seu sonho. A atitude positiva irá te ajudar a reduzir o estresse e manter sua mente otimista e ativa na direção do seu objetivo. Assista este vídeo do Terapeuta Jordan Campos, que explica muito bem o que isso significa:

Quais são as chances de engravidar em cada idade?

Quando se trata de chances de gravidez, o ser humano não é dos animais mais férteis, as chances naturais de gravidez naturais das pessoas são no máximo 25% ao mês, uma porcentagem que vai diminuindo com o passar dos anos. Aos 40 anos, as chances de engravidar naturalmente são de apenas 10% e os riscos de alterações genéticas atingem um de cada 66 nascimentos segundo a Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva.

Considerando as chances acumuladas de gravidez, dentro de um ano 90% dos casais férteis que estão tentando engravidar terão alcançado seu objetivo.

Por isso, um ano é o prazo recomendado para passar das tentativas naturais de gravidez, para a consulta com um especialista em fertilidade. Lembrando que a partir dos 35 anos, é recomendável consultar um especialista após 6 meses de tentativas, para obter um diagnóstico precoce e evitar que o avanço da idade influencie nas chances de sucesso do tratamento.

infográfico infertilidade

Não caia nos mitos sobre a fertilidade!

Muito cuidado com receitas milagrosas, chás estranhos e automedicação! Quando a espera está sendo muito longa, o que você deve fazer é procurar um especialista. Fique atenta:

  • Alguns medicamentos como os indutores de ovulação, por exemplo, se tomados sem um controle médico podem chegar a comprometer a fertilidade de forma definitiva!
  • Desconhecer os componentes dos chás e os efeitos que pode provocar no seu caso específico pode ser um risco para a saúde, ser natural ou não ter provocado efeitos colaterais em outras pessoas não é sinônimo de ser inofensivo, existe o risco de intoxicação dependendo do chá que for tomado e da resposta do seu organismo!

Existem outros mitos que podem não prejudicar suas chances, mas tão pouco irão te ajudar a engravidar. Portanto, seguindo dicas para engravidar, quando escutar estas recomendações, não perca seu tempo se preocupando com elas:

  • Ficar com as pernas para o alto depois das relações não ajuda a engravidar, já que os espermatozoides que tiverem condições de fecundar o óvulo serão hábeis o suficiente para nadar em direção do óvulo.
  • Praticar posições sexuais determinadas não irá facilitar a gravidez, pela mesma razão comentada anteriormente, as posições não aumentam as chances de engravidar, porque independente da posição que estiver ao namorar, os espermatozoides com saúde vão chegar até o óvulo.
  • O pH vaginal não influencia na fertilidade. Antigamente este fator era muito valorizado inclusive por médicos, porém pesquisas mais recentes observaram que estas conclusões fazem pouco sentido.

Por outro lado, fique atenta sobre estas verdades sobre a fertilidade:

  •  Irregularidades ou ausência de menstruação podem indicar um problema
  •  Lubrificantes íntimos podem dificultar a gravidez
  •  Anabolizantes podem provocar infertilidade, mesmo quando já não está sendo consumido
  •  Quem teve filhos anteriormente não tem garantia de fertilidade, especialmente anos mais tarde

 

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up