fevereiro 18, 2014

Engravidar ou guardar óvulos para o futuro?

Muitas mulheres têm certeza que querem ser mães um dia, outras despertam para a maternidade mais tarde e inclusive há quem não quer ser mãe. Esta importante decisão da vida de uma pessoa deve ser tomada com calma, pois vai mudar seu mundo completamente.

Se por um lado, a maturidade ajuda a lidar melhor com a maternidade, por outro, o corpo da mulher está biologicamente ótimo para a maternidade entre os 20 e 30 anos e vai perdendo capacidades com o incremento da idade. Uma vida saudável sempre será positiva para o corpo, no entanto, a queda da fertilidade feminina, acentuada a partir dos 37 anos, é um fato mesmo para mulheres em boa forma.

 Quem está ao redor dos 30 anos e vive uma situação estável com seu parceiro deve discutir em casal a possibilidade de decidir se é a hora de engravidar ou guardar óvulos para o futuro, questionando os prós e contras de cada opção.

Mas sabendo que querem ter filhos, porque não engravidar antes da mulher superar os 35 anos? É um passo grande, mas com esforço os pais sempre conseguem proporcionar ao menos o básico, incluindo muito amor.

Se existem dúvidas ou se é um momento da carreira em que as circunstâncias inviabilizam este passo, preservar óvulos será como um seguro de vida. Seu material genético em melhor estado é a melhor garantia de ter um filho saudável se a gravidez não chegar de forma natural.

“Muitas mulheres percebem tarde que a vitrificação de seus óvulos poderia ter evitado a necessidade de contar com óvulos doados para conseguir engravidar no futuro, principalmente após os 37 anos” – garante a Dra. Genevieve Coelho, especialista em reprodução humana e diretora da clínica IVI Salvador – “atualmente cerca de 20% dos tratamentos que realizamos no Brasil são fertilizações com utilização de óvulos doados, e na Espanha, país de origem do grupo IVI, este número chega a 50% dos tratamentos realizados”.

A idade não afeta apenas a fertilidade feminina, o homem também sofre com a queda da fertilidade a partir dos 50 anos, além dos vários fatores externos que comentamos anteriormente neste Blog poderem acelerar o processo.

Quem quiser saber passo a passo como funciona a vitrificação de óvulos. Acesse o link em nosso site ou faça perguntas aqui.

Em nosso próximo post, vamos falar sobre como lidar com as emoções do diagnóstico de infertilidade. Não perca!

engravidar ou guardar óvulos?

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up