novembro 28, 2022

Ginecologista – quando a mulher deve consultar o profissional?

ginecologista

Comitê Editorial IVI Salvador

Ir ao ginecologista é um dos cuidados essenciais para a saúde da mulher. É fundamental em todas as idades, ajuda a detectar possíveis doenças e evitar problemas futuros. Mas com que idade uma menina deve ter a sua primeira consulta com um ginecologista?

A primeira visita ao ginecologista deve acontecer um pouco antes da primeira menstruação. Ou, logo após. O ideal é que as meninas passem por um aconselhamento ginecológico antes de sua primeira relação sexual. Essa será a melhor maneira de ter uma boa orientação para quando esse momento chegar.

As primeiras consultas são ideais para tirar dúvidas que são bastante frequentes durante a puberdade, uma vez que nessa fase normalmente, as pré-adolescentes têm vergonha de conversar com os pais.

Nesse primeiro contato, a consulta serve para orientar. A ginecologista irá falar sobre ciclo menstrual, higiene íntima, anatomia e um pouco do funcionamento do sistema reprodutor. Também fala sobre escolha do melhor absorvente, cólicas menstruais entre outras dúvidas que a paciente possa ter. Além disso, é nessa primeira consulta que será explicado sobre todos os métodos contraceptivos. As formas de prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e gestação indesejada na adolescência.

É essencial que essa jovem passe por uma nova consulta após ter a sua primeira relação sexual, para realizar uma avaliação mais completa. E a partir desse momento, começar a fazer um acompanhamento regular.

Porque é importante consultar um ginecologista

Seis milhões de brasileiras não vão ao ginecologista. Quatro milhões nunca foram e 16,2% milhões não consultam com o médico há mais de um ano. Esses dados são preocupantes porque 20% das jovens com mais de 16 anos correm risco de ter algum problema ginecológico. Isso acontece por desconhecimento e falta de prevenção.

O Ministério da Saúde recomenda consulta preventiva pelo menos uma vez ao ano. Para as pacientes com doenças ginecológicas ou disfunções hormonais, a periodicidade pode variar. 

O ginecologista pode ser considerado um clínico geral da saúde feminina. É responsável também por diagnosticar enfermidades que atingem outras áreas, tais como sistema endocrinológico, aparelho digestivo, ossos, psicológicos, entre outros. 

Doenças ginecológicas

Doença inflamatória pélvica, anovulação, síndrome dos ovários policísticos, infertilidade, mioma uterino, câncer de colo de útero, vulva ou ovários também são patologias que podem ser diagnosticados por um ginecologista.

Além disso, o ginecologista também é responsável por detectar e tratar Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) em mulheres. Herpes genital, HPV, tricomoníase, gonorreia ou clamídia, por exemplo, são normalmente diagnosticadas no exame ginecológico.

O ginecologista também é responsável por prescrever métodos contraceptivos, colocar dispositivos intrauterinos – os DIUs e realizar procedimentos e cirurgias.

Ginecologia e gravidez 

Quando chega o momento de planejar uma gravidez, o ginecologista também deve estar presente. Deve-se realizar exames pré – concepcionais e se for necessário ele também poderá iniciar a investigação da causa da  infertilidade.

A partir do momento em que a mulher descobrir que está grávida, é importante seguir recomendações médicas em relação aos cuidados necessários. Cuidar da alimentação, observar mudanças no corpo e uma série de outros fatores para ter uma gestação saudável.

“Por conta disso, as gestantes devem visitar o seu obstetra pelo menos uma vez por mês durante os primeiros trimestres da gestação. Na reta final, as consultas se tornam quinzenais ou até semanais. Cada caso é um caso, respeitando a individualidade de cada paciente”, explica o ginecologista e obstetra Agnaldo Viana, do IVI Salvador.

Como o ginecologista – obstetra acompanha a gravidez

A gestação é um momento de alegria, descobertas e ansiedade para a família que se prepara para receber o bebê. Assim que descobre a gravidez, a futura mamãe já estará em contato com o obstetra que irá acompanhá-la durante todo a gestação.

Além das consultas, ele irá solicitar uma série de exames. Os exames durante a gestação são importantes para monitorar a saúde da mulher e do bebê.

Durante o pré-natal, deve-se controlar a saúde da mãe e do filho minuciosamente para prevenir e tratar qualquer distúrbio a tempo. Por meio dos exames clínicos, o obstetra avalia as condições físicas da grávida e o desenvolvimento do bebê.

Solicite a sua primeira consulta:

Comentários estão fechados.

Voltar ao topoarrow_drop_up