janeiro 27, 2016

O que é laparoscopia?

Imagem de médica realizando laparoscopia

No processo reprodutivo, alterações anatômicas podem dificultar a fecundação ou implantação embrionária. Obstruções das trompas podem impedir o encontro do óvulo com o espermatozoide. Para estes fatores, a laparoscopia pode ser de grande ajuda, pois permite a visualização do aparelho reprodutor feminino.

A laparoscopia é normalmente um exame complementar à histerossalpingografia, que é um raio X da cavidade uterina. O diagnóstico por laparoscopia é recomendado para analisar a parte externa do útero, trompas de Falópio, ovários e parte interna da cavidade pélvica.

Através da laparoscopia é feita a investigação de possíveis obstruções que podem estar impedindo a gravidez, bem como fazer o controle da evolução de doenças pélvicas e infecções tratadas anteriormente.

A laparoscopia pode identificar e tratar:

Como é feita a laparoscopia?

Por ser um procedimento cirúrgico, a laparoscopia é realizada com anestesia. Para a visualização dos órgãos do aparelho reprodutor feminino, antes do exame é introduzida uma agulha através do umbigo para inserir gás carbônico (CO2) no abdômen da mulher. Esta técnica individualiza os órgãos e assim evita qualquer lesão durante o procedimento o laparoscópio.

Em seguida se utiliza o laparoscópio para permitir que o especialista visualize em vídeo as imagens que a câmera desse aparato captura dos órgãos do sistema reprodutor feminino. Muitas vezes também é injetado um contraste para permitir uma melhor visualização e diagnóstico.

Quando são identificadas obstruções, a laparoscopia diagnóstica pode ser transformada em cirurgia laparoscópica para remover os eventuais cistos, desobstruir as tubas ou tratar a gravidez ectópica, dependendo do que tenha sido identificado.

Riscos da laparoscopia

São raras as complicações sérias da laparoscopia. Os riscos existentes estão bastante controlados, sendo os mais comuns a infecção pós-operatória e irritação de pele, bem como podem surgir hematomas próximos à região próxima à incisão.

Considerando todos os cenários de riscos, uma ou duas mulheres de cada 100 que fazem laparoscopia desenvolvem alguma complicação, que normalmente é leve.

 

Cuidados após a laparoscopia

No mesmo dia da realização da laparoscopia a mulher recebe alta médica. Com relação aos sintomas ao realizar o procedimento, o gás utilizado para permitir a realização da laparoscopia pode causar certo desconforto nos ombros, peito e abdômen e, algumas pessoas podem sentir náuseas em consequência da anestesia aplicada.  Os sintomas costumam desaparecer em poucos dias, quando é possível retornar às atividades normais.

O caminho para realizar o sonho de ter filhos é cheio de obstáculos para muitos casais que receberam o diagnóstico da infertilidade, no entanto cada dificuldade superada é um passo mais próximo de conseguir a gravidez.

Para todas aquelas mulheres que passaram ou vão passar por uma laparoscopia, desejamos muita força! Apesar que já sabemos que vocês são fortes, caso contrário não estariam enfrentando tudo que é preciso para realizar o sonho de ser mãe.

Você já fez uma laparoscopia? Compartilhe sua experiência, pois com certeza sua história interessa muito quem está prestes a fazer este exame ou cirurgia.

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up