agosto 26, 2015

Doação de óvulos: um gesto de solidariedade

doação de óvulos

Quando a infertilidade debilita a qualidade dos óvulos de forma severa ou quando a reserva ovariana chegou ao fim dando inicio à menopausa, a única chance de engravidar é através de tratamento de reprodução humana assistida com doação de óvulos. Para o milagre da vida acontecer, o casal precisará contar com a solidariedade anônima de uma mulher que voluntariamente ajuda doando essas células capazes de gerar vida quando fertilizadas pelo espermatozoide. Mas quem são as voluntárias e porque decidem ser solidárias?

A história de Clara é um entre vários exemplos sobre o que leva uma mulher a doar seus óvulos:

Clara doou óvulos para ajudar uma mulher que necessitava; essa é a base de toda história de doação. Por muito que procuramos outras razões que justifiquem os atos voluntários, a realidade é que existe altruísmo em seu estado puro.  O interesse de Clara em doar óvulos nasceu em uma conversa entre mãe e filha, quando sua mãe confessou que teve dificuldades para engravidar dela, fato que marcou 4 anos da sua vida, mas que teve um final feliz, pois seus pais venceram a infertilidade e Clara veio ao mundo.

“Percebi que, mesmo passado 26 anos, contar aquela história continuava emocionando minha mãe. Sua luta para não desistir durante 4 anos e o sofrimento que viveu mês após mês até conseguir o positivo no teste de gravidez me tocou forte. Pensei na tristeza de quem não tem o mesmo final feliz depois de muitos negativos. O que elas sentem?  Decidi que devia fazer algo por essas mulheres.”

“Procurei clínicas de reprodução humana por internet e acabei encontrando o IVI. O resto vocês podem imaginar… Quando o processo de doação de óvulos terminou senti que tinha feito algo bom, que estava mudando para melhor a vida de alguém.”

Processo de doação de óvulos

Querer ser doadora não significa poder ser doadora, pois as candidatas a doar óvulos passam por um processo rigoroso de avaliação de sua saúde física e mental. Os critérios nas clínicas do IVI são os seguintes:

– Estar entre a idade de 18 a 34 anos

– Residir perto de uma das clínicas de reprodução humana assistida do IVI que disponha de banco de óvulos ou ter disponibilidade de deslocar-se regularmente à cidade.

– Ser saudável e não ter nenhuma doença de transmissão sexual ou genética

Seja qual for o motivo inicial para fazer a doação, a doadora é sempre uma pessoa solidária, por isso aproveitamos o dia da solidariedade para agradecer a todas mulheres que deram uma parte delas para levar a felicidade e realização do sonho de casais que de outra forma, não poderiam ter filhos.

Doar óvulo não engorda, não acelera a menopausa e tão pouco diminui a fertilidade da doadora. Se você também quer ser solidária, consulte informação completa sobre o processo de doação de óvulos.

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up