setembro 30, 2015

Disfunção sexual e infertilidade

disfunção sexual

A disfunção sexual e a infertilidade são coisas diferentes. Infelizmente muitos homens ainda relacionam infertilidade e impotência de forma equivocada, associando o desempenho sexual com a capacidade de ter filhos e criando preconceitos que podem prejudicar o tratamento. É perfeitamente possível que um homem com uma vida sexual muito ativa e satisfatória seja infértil, da mesma forma que as disfunções sexuais não necessariamente afetam a qualidade do sêmen e sua capacidade de fertilização.

A disfunção sexual pode relacionar-se com a infertilidade quando ela está impedindo que as relações sexuais aconteçam de forma que os espermatozoides sejam depositados dentro da vagina.

As principais disfunções sexuais são a disfunção erétil e os transtornos de ejaculação.

Causas da disfunção sexual

As causas de disfunção sexual podem ser orgânicas ou psicológicas e muitas vezes ambas estão ligadas. A idade e o peso contribuem para aumentar o risco de impotência. Depois dos 40 anos mais de 50% dos homens começam a sofrer disfunções eréteis; entre obesos a taxa pode chegar a 60%.

– Disfunção erétil: pode estar associada tanto com uma diminuição da libido quanto com problemas vasculares ou neurológicos.

– Falha na ejaculação: Tratamento com antidepressivos ou psicofármacos e lesão na medula espinal podem provocar falha na ejaculação. Nos casos onde há dificuldade de ejaculação durante o coito em homens saudáveis, normalmente é possível produzir sêmen mediante masturbação para um eventual tratamento de reprodução humana tal como inseminação artificial ou fertilização in vitro.

– Ejaculação retrógrada: consistem em que durante a ejaculação, os espermatozoides do sêmen tomam outro caminho em direção à bexiga. O sistema nervoso autônomo, uma intervenção da próstata ou inclusive alguns medicamentos podem ser a causa dessa disfunção.

Fator psicológico da disfunção sexual

Existem casos onde a causa da disfunção sexual masculina não é física, ou que a origem é física, mas foi agravada por fatores psicológicos. A ansiedade costuma ser uma grande vilã dos problemas de ereção ou ejaculação e pode estar associada ao medo ao fracasso, preocupação excessiva com fatores sociais, laborais ou da própria relação. A falta de desejo também pode ser indício de disfunção sexual.

Tratamento da disfunção sexual

Reconhecer e tratar a disfunção sexual é importante para ter uma vida sexual satisfatória e também para não comprometer a fertilidade. Existem medicamentos e terapias apropriadas para cada caso.

Solicite a sua primeira consulta:

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up