novembro 18, 2015

É possível ter filhos apesar da azoospermia

Pai com bebe no colo superou azoospermia

A azoospermia é caracterizada pela ausência de espermatozoides no esperma. O primeiro indício deste diagnóstico costuma aparecer nos resultados do espermograma, exame para avaliar a fertilidade masculina que analisa uma amostra do sêmen coletado através de masturbação, porém para concluir o diagnóstico podem ser solicitados outros exames. A azoospermia não é necessariamente um ponto final na fertilidade do homem, pois existem tratamentos de reprodução humana indicados para esses casos que podem possibilitar a realização do sonho de ser pai. Vamos explicar por partes desde a análise do espermograma até o tratamento com punção testicular.

Resultados do espermograma

Os principais parâmetros e os mais frequentemente observados na avaliação do espermograma são: o volume, a concentração de espermatozoides por mililitro, a mobilidade e o formato dos espermatozoides. O resultado do espermograma pode variar e por isso não pode ser considerado definitivo para definir a infertilidade masculina sem uma análise criteriosa de cada caso de forma individualizada.

O resultado do espermograma deve ser analisado por um especialista em reprodução humana para ser conclusivo. No entanto, como referência a Organização Mundial da Saúde considera que concentração mínima de espermatozoides por mililitro de sêmen para um resultado normal é de 15 milhões (por mililitro) e a porcentagem mínima necessária de gametas considerados morfologicamente é 4%. Veja na tabela abaixo como vem sido atualizado desde os anos 80 os parâmetros de referência.

tabela de resultados espermograma

Tratamento da azoospermia

No caso de ser possível encontrar na amostra de sêmen algum espermatozoide em condições de fertilizar o óvulo, este é introduzido diretamente no óvulo através da técnica de ICSI (Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoides), realizada por meio de tratamento de Fertilização in Vitro. Caso não exista nenhum espermatozoide, a alternativa é tentar obter cirurgicamente espermatozoides que estejam dentro do testículo através de punção testicular.

O espermatozoide é formado no testículo. Para chegar à ejaculação o espermatozoide deve percorrer um caminho em uma rede de canais até chegar ao canal principal que o permite sair. São várias as dificuldades ou obstruções que podem prejudicar a saída do espermatozoide. Por isso a azoospermia como resultado do espermograma não sempre significa que o homem não produz mais espermatozoides, pode ser que algo está impedindo a saída dos mesmos.  É nesse momento que entram as técnicas para captar espermatozoides que estejam de dentro do testículo.

Punção testicular

As opções para encontrar espermatozoides existentes que por alguma razão não estão sendo ejaculados são:

TESA (Aspiração de Espermatozoides do testículo), realizada com uma agulha que irá aspirar aos espermatozoides encontrados.

TESE (Extração por Biópsia testicular), onde é retirado um fragmento do tecido testicular através de incisão para coletar espermatozoides encontrados.

Estas técnicas para obter espermatozoides também são utilizadas para que homens que realizaram vasectomia possam ter filhos novamente sem precisar de cirurgia de reversão da vasectomia. Após capacitar os espermatozoides encontrados, o tratamento para conseguir a gravidez é a fertilização in vitro com a técnica ICSI.

Solicite a sua primeira consulta:

2 Comentários

  • Tayene says:

    Meu esposo fez o exame e deu ezoospermia . isso tem aver com a falta de. Ormonios ?

    • Luciana says:

      Bom Dia. Recomendamos que você consulte diretamente o médico especialista, que poderá indicar as causas. Se você estiver interessado pode ligar para 71 3014 9999. Atenciosamente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up